22 de ago de 2011

Nova passarela em Blumenau

Continuando no assunto do post anterior sobre post, vamos falar agora sobre a ponte do Centroe a passarela da Prainha, em Blumenau, que vão atravessar trechos do rio Itajaí-Açu, com projeto do Estúdio América, de São Paulo. O escritório venceu o concurso promovido pela prefeitura e organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil.







A ideia do Estúdio América foi implantar novos marcos na paisagem de Blumenau. No memorial, a equipe explica que os projetos da ponte e da passarela procuraram estabelecer diálogo com a paisagem da cidade, criando, porém, novas referências no município.







Tanto a ponte quanto a passarela têm o aço como elemento principal, e o metal branco poderá receber iluminação específica conforme a ocasião, atributo que dá àquelas estruturas um caráter cênico e monumental, destacam os autores, “marcando o passar do tempo, os costumes e as festas das comunidades”.



A atenção que dedicaram aos caminhos de pedestres e ciclistas - uma alternativa saudável e ecológica à utilização do automóvel - está ligada à relevância do tema da sustentabilidade.

Ponte e passarela foram resolvidas com estruturas em arco, configuração geométrica que, de acordo com os arquitetos, equaciona a travessia do rio dentro dos limites do vão, dispensando ancoragens distantes.




No caso da ponte, eles vinculam esse desenho arqueado ao formato da ponte dos Arcos, em Blumenau. A passarela é formada por dois arcos esbeltos associados, que, “como uma borboleta, voam sobre o rio, com grande leveza”. Nela, a opção por dois níveis de tabuleiros previne conflitos entre pedestres e ciclistas.

Fonte: arcoweb

9 de ago de 2011

As mais incríveis pontes do mundo

1. Magdeburg Water Bridge (em alemão: Wasserstraßenkreuz)
É um aqueduto navegável na Alemanha, concluído em Outubro de 2003. Ele conecta o Canal Elba-Havel à Mittellandkanal (Midland Canal), passagem sobre o Rio Elba. É notável por ser o maior aqueduto navegável do mundo, com um comprimento de 918 metros.


2. Banpo Bridge
É uma ponte importante no centro de Seul sobre o rio Han. Banpo Bridge está notopo da Jamsu Bridge, formando um duplo deck na ponte. Quando o nível da água sobe muito alto, a Ponte Jamsu torna-se coberta com água e fica fechada. O andar inferior incorpora pedestres e ciclovias que permitem o acesso fácil ao Hangang Banpo Park do lado norte do rio. Banpo Bridge foi concluída em 1982.


3. Bridge Island Aiola
A ponte está localizada no centro do rio Mur, em Graz, na Áustria. Foi construída em 2003 e imediatamente se desenvolveu como uma atração popular. A 'ilha' foi criada pela artista novaiorquino Vito Acconci.
Tem uma área de solário, um bar elegante e uma casa de café, além de lhe permite atravessar o rio Mur de uma margem a outra.



4. Sky Bridge Langkawi
Localizada na Malásia, está suspensa a 700 metros acima do nível do mar e mede 125 metros através das montanhas, oferecendo uma vista magnífica sobre o Mar de Andaman e a ilha Tarutao da Tailândia.
Aqui está uma das pontes mais espetaculares do mundo que oferece uma boa adrenalina ao passar por ela.


5.Waves Henderson Bridge
A ponte tem uma única forma de onda composta por sete ondulações de aço que, alternadamente, levantar-se sobre e sob a sua plataforma.
As curvas ou alcovas funcionam como abrigos com assentos no interior e também para acomodar grande número de pessoas durante eventos públicos.


6. Gateshead Millennium Bridge
É uma ponte pedonal e ciclista no rio Tyne, na Inglaterra entre o Cais Artes Gateshead, na margem sul, e o Cais do Porto de Newcastle upon Tyne, na margem norte.
A estrutura foi concebido e desenhado por arquitetos e engenheiros da Wilkinson Eyre estruturais Gifford. A ponte é por vezes referida como o "pestanejar" ou "piscando os olhos", devido à sua forma e seu método de inclinação.
Em termos de altura, o Gateshead Millennium Bridge é um pouco menor do que o vizinho Tyne Bridge, e se destaca como a mais alta estrutura na cidade.


7. Bridge to Nowhere
Competindo com alguns pontes de estrutura proeminentes do mundo, a Bridge to Nowhere, é construída na estrada do Atlântico, exibe uma mistura impressionante de vista natural e obras de arte humana.
Esta ponte rodoviária da Noruega foi escolhida como a construção norueguês do século, no ano de 2005. Esta ponte é cercada por montanhas de todos os lados e facilita a conexão entre a Kristiansund e Molde.

8 de ago de 2011

Casa anti zumbi


Essa casa já havia sido mencionada no post anterior. Agora ganhou um post mais completo, só para ela, porque sua peculiaridade merece.

Projetada pela empresa polonesa KWK Promesm, a Safe House levou 2 anos para ser projetada e 4 para ser construida.
Está localizada numa cidade perto de Varsóvia, na Polônia, região composta por países vizinhos onde lendas de vampiros circulam desde antigamente.

A edificação tem 2 pavimentos, e suas paredes de concreto são móveis, permitindo que seja uma casa aberta e muito bem ventilada quando não há o suposto perigo dos zumbis.



Quando fechada, a mansão se torna um forte, praticamente impenetrável por seres humanos ou zumbis. Nesse modo, a única passagem para dentro do ambiente fica localizada no segundo andar e é acessada por uma ponte. O alto da ponte é um ponto estrategicamente projetado para ser um local de ataque caso algum morto vivo tente entrar na casa.



Apesar da frieza do concreto, é uma casa normal, com design interno bastante sofisticado, cheio de luxo e conforto, com área útil de 556 m².
A casa também tem um sistema aquecimento se utiliza de energia solar e bombas de calor, garantindo o controle de temperatura da casa tanto com as muralhas abertas quanto fechadas. A eletricidade também é proveniente em sua maioria de fontes sustentáveis.


Essa brincadeira de zumbis podem não ser verdade, mas há muitas teorias de fim do mundo. Durante a Segunda Guerra Mundial e em tempos de Guerra Fria, vários países construíram bunkers impenetráveis, muitos dos quais continuam em pé até hoje.

As ameaças de bomba nuclear motivaram a construção dessas fortalezas militares em locais de importância tática, normalmente onde ocorriam testes e desenvolvimento de armas, além de reuniões de planejamento do alto escalão da inteligência.

Para além da ficção, a Safe House pode representar uma escolha conveniente de segurança para edificações de alto padrão que exigem um esquema extra de proteção. Museus, galerias, centros de convenções, joalherias e qualquer outro estabelecimento com pertences valiosos poderia usar o sistema de paredes móveis para intimidar possíveis assaltantes.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/10052-projetada-primeira-casa-a-prova-de-zumbis.htm